Pós-pandemia: como fica o mercado de trabalho? Sergipe Notícias

Os efeitos da pandemia sobre o mercado do trabalho impacta mais as pessoas com ensino médio completo e as na faixa de 30 a 39 anos. Elas foram as mais atingidas pelo fechamento de vagas com carteira no 1º semestre deste ano, segundo levantamento realizado pelo Portal Poder360, que utilizou como base, os dados obtidos nos resultados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgado nesta semana.

Entre os setores, a agropecuária foi o único dos 5 grandes segmentos a ter saldo positivo no semestre (62.633). As perdas foram em serviços (-507 mil), comércio (-474 mil), indústria (-246 mil) e construção (-31.092).

Negociação

O programa que permite a redução de jornada e a suspensão de contratos atingiu 15 milhões de acordos. Segundo o governo, 11 milhões de pessoas foram impactadas, esse programa conta com a participação dos sindicatos na mediação dos interesses dos trabalhadores e empresários na manutenção de empregos e na retomada da economia.

O setor de saúde ajudou a amenizar o fechamento de vagas, com 63.115 postos preenchidos. Houve maior contratação de profissionais e técnicos de ciências biológicas, bioquímicas, de saúde e afins.

Clique aqui e leia a íntegra dos dados do Caged.

Fonte: Poder360