O que é Certidão de Ações Trabalhistas? - Cartório no Brasil

Há 64.315 processos no Brasil

Em abril, somavam 16.313

Aumento de 451,3% sobre março

As ações apresentadas até esta 4ª feira (22.jul.2020) à Justiça do Trabalho relacionadas à pandemia já somam R$ 4 bilhões. É o que revela o Termômetro covid-19 na Justiça do Trabalho. A plataforma, desenvolvida pela Datalawyer Insights, apresenta em tempo real os processos em andamento.

No total, há 64.315 ações. O valor médio das causas em todo o país é de R$ 62.670. Até março, mês seguinte ao 1º caso de covid-19 no Brasil, havia 2.959 ações. Em abril, somavam 16.313, aumento de 451,3%. De maio para junho, chegaram mais 19.607 casos aos tribunais.

São Paulo é o Estado com o maior número de processos consequentes do novo coronavírus: 14.451. Os valores de causa na unidade federativa totalizam R$ 1,4 bilhão.

Eis 1 infográfico com o números de processos e valores totais por unidade federativa:

Estadoquantidade de açõesvalores totais de causa (milhões de R$)
AC 379 3,9
AM 535 26,0
AP 62 1,2
RO 609 48,0
RR 117 4,3
PA 979 38,7
TO 294 10,6
MA 338 18,3
PI 566 11,9
CE 1.778 71,1
RN 866 81,5
PB 889 26,1
PE 3.098 134,5
AL 509 31,0
SE 373 15,6
BA 1.827 110,4
ES 1.677 65,4
MG 6.683 436,0
SP 14.451 14.000,0
RJ 5.150 370,0
DF 1.581 107,5
GO 2.470 139,0
MT 874 47,6
MS 478 79,2
PR 2.596 154,5
SC 8.769 181,0
RS 6.487 342,0
fonte: Datalawyer e Justiça do Trabalho

Até agora, o maior número de casos está na indústria da transformação (9.816), seguido de comércio e reparação de veículos (7.094). Em 3º lugar estão as atividades administrativas, com 6.311 casos.

A pandemia de covid-19 foi responsável pelo fechamento de 4 a cada 10 empresas com atividades encerradas na 1ª quinzena de junho, segundo levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Os dados fazem parte dos primeiros resultados da Pesquisa Pulso Empresa: Impacto da Covid-19 nas Empresas. Eis a íntegra (1 MB).

Das 1,3 milhão de empresas fechadas no período –temporária ou definitivamente–, 522,7 mil (39,4%) foram por causa da doença. Quase que a totalidade (99,2%) dessas empresas eram de pequeno porte: 518,4 mil. O IBGE considerou para este nível os empreendimentos com até 49 empregados.

O Brasil também fechou 4.100 (0,8%) empresas de porte intermediários e 110 grandes.

 

FONTE: PODER 360