O valor das dez maiores frotas aumentou 17,6 mil milhões de dólares em 2018, diz a VesselsValue. A China liderou a tendência. A Grécia continuou número um.

O valor da frota de navios chinesa cresceu 6,3 mil milhões de dólares no ano findo, ultrapassando a fasquia dos 90 mil milhões de dólares, calcula a VesselsValue. Com isto, a China consolidou a sua terceira posição no ranking e aproximou-se da Grécia e do Japão.

De um modo geral, todos os segmentos de mercado contribuíram para a boa performance chinesa. Todos menos o dos navios porta-contentores, que experimentaram a maior quebra. E no entanto, a China ultrapassou a Alemanha como número um mundial no segmento.

A Grécia manteve o primeiro lugar enquanto detentora da frota mundial mais valiosa, tendo fechado o ano acima dos 100 mil milhões de dólares. Em 2018, o valor dos navios “gregos” cresceu cinco mil milhões de dólares. Destacou-se o incremento na frota de navios de transporte de GNL, que lhe permitiu ultrapassar o Japão nesse ranking particular.

No segundo lugar do top 10 manteve-se o Japão.

Fora do pódio, classificaram-se Singapura, Noruega, EUA, Alemanha, Coreia do Sul, Reino Unido e Dinamarca.

A VesselsValue realça a subida de um lugar de Singapura, basicamente à conta de ter conseguido a atrair para o seu território a ONE (decisiva para o aumento de 3,1 mil milhões de dólares do valor global da frota da cidade-estado).

Referência especial merece também a continuada queda da frota alemã de porta-contentores. A tendência não é de agora, mas só em 2018 representou a perda de 1,7 mil  milhões de dólares de valor e custou a perda do primeiro lugar no segmento para a China.

Na inversa, os fortes investimentos em porta-contentores (três mil milhões de dólares, com o apoio do Estado) são a principal explicação para o aumento de cinco mil milhões de dólares do valor da frota da Coreia do Sul.

Considerando os principais segmentos de mercado, a China tem agora a maior (em valor, note-se) frota de porta-contentores, seguida da Alemanha. Nos graneleiros, o Japão lidera à frente da Grécia. Nos navios-tanque, a Grécia é primeira, à frente da China. Nos navios de transporte de GNL, a Grécia ultrapassou o Japão. Já no transporte de GPL, o Japão tem a frota mais valiosa, à frente de Singapura.

FONTE:TRANSPORTES&NEGÓCIOS