Resultado de imagem para PREVIDENCIA REFORMA

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, admitiu nesta 3ª feira (4.dez.2018) a possibilidade de fatiar a reforma da Previdência para facilitar a aprovação no Congresso.

“Pode ser fatiada. Está bastante forte a tendência de começar pela idade [mínima]“, disse o militar em Brasília, no Centro Cultural Banco do Brasil, sede do governo de transição.

Indagado se isso facilitaria a aprovação no Congresso, Bolsonaro respondeu que ficaria “menos difícil“.

Atualmente, a reforma da Previdência é discutida num projeto único, sob relatoria do deputado Arthur Maia (DEM-BA). A proposta está na Câmara e inclui pontos como idade mínima, regras de transição e regimes especiais para algumas carreiras.

Bolsonaro afirmou ainda que a 1ª questão seria a de tentar uma idade mínima para aposentadoria. Outra prioridade é reduzir a diferença entre os regimes público e geral (INSS).

“A questão da idade é o que é buscado. Queremos apresentar uma proposta de emenda, a começar a reforma pela Previdência pública. A ideia é começar pela idade, atacar os privilégios e tocar essa pauta para frente”, disse.

Perguntado se a ideia é manter a idade mínima para 65 anos, respondeu: “A ideia é aumentar 2 anos para todo mundo”. Não disse, no entanto, se a ideia era manter a diferença de 3 anos entre homens e mulheres (como está sendo discutido atualmente no Congresso) ou se aumentaria esses valores em relação à proposta atual.

Sinalizou logo depois a intenção de manter a diferença entre homens e mulheres.

“O 65 é [para] 2030 da proposta que está aí. Da minha parte, por enquanto, [é] a que está sendo discutida, é mantida a diferença“.

A proposta da Câmara pede, após finalizado o período de transição, uma idade mínima de 62 para mulheres e 65 anos para homens.

FONTE:PODER 360