Resultado de imagem para petrobras

O Congresso tem obrigação perante o povo brasileiro de apurar qual é a estratégia da PETROBRAS hoje e qual sua lógica econômica para o Brasil.

Está se constituindo uma Frente Parlamentar em Defesa de Furnas para proteger um patrimônio energético de caráter estratégico nacional.  Está na hora de uma Frente semelhante para defender um patrimônio estratégico ainda maior, a PETROBRAS, cujo processo de esfacelamento, desmanche e venda de seus ativos corre célere.

O presidente lá colocado, Roberto Castello Branco, é da linha de frente do neoliberalismo carioca, com todos os carimbos dessa seita. Ele estudou na Universidade  de Chicago com bolsa do Estado brasileiro, esse mesmo Estado que eles querem desmantelar e reduzir a nada, quer dizer, o Estado brasileiro que eles desprezam foi bom para pagar a bolsa em Chicago com dinheiro público mas depois disso não deve gastar nada com “assistencialismo” ao povão.

A bolsa foi dada para que eles voltassem ao Brasil e dessem retorno ao povo que pagou suas despesas em Chicago e não enriquecer egoisticamente. Qual retorno essa despesa da bolsa em Chicago deu ao povo brasileiro se toda a biografia desses bolsistas foi para benefício próprio?

Todas as declarações do atual presidente da PETROBRAS são sobre venda de ativos, TODAS, não há uma única ideia de  expansão da empresa, como anuncia a PEMEX, estatal de petróleo do México que vai TRIPLICAR seus investimentos nos próximos cinco anos, começando com uma nova refinaria em Dos Bocas, Estado de Tabasco, para 340.000 barris/dias e com custo de $8 bilhões de dólares ou da SAUDI ARAMCO, que vai dobrar sua capacidade de refino até 2030, para atingir a meta de refinar 6 milhões de barris/dia, com investimentos previstos de $69 bilhões de dólares, mais larga expansão na petroquímica.

Leia também:  Reuniões secretas revelam conflitos para Pinochet capitalizar a aposentadoria no Chile

Enquanto todas as demais estatais de petróleo crescem, a PETROBRAS quer diminuir até se autoliquidar, a maior empresa brasileira quer cometer suicídio.

Onde estão os defensores da maior empresa brasileira? No Congresso não há força política para defesa da PETROBRAS? Estão cegos?

É verdade que a campanha de desmoralização da empresa foi bem sucedida com apoio da mídia, especialmente da GLOBO, inimiga frontal da PETROBRAS desde antes de sua criação em 1953. O Jornal O Globo já na campanha do Petróleo É Nosso esteve na linha de frente anti-Petrobras, é histórico.

NENHUMA ESTATAL DE PETRÓLEO DO MUNDO ESTÁ ENCOLHENDO, SÓ A PETROBRAS, que enquanto estatal DESCOBRIU O PRÉ-SAL.

O PRÉ-SAL

Nenhuma petroleira privada correria os riscos imensos para descobrir o pré-sal. Foi a PETROBRAS, estatal, com o apoio de universidades brasileiras, especialmente da Federal do Rio de Janeiro, através do COPPE quem descobriu o pré-sal. Portanto, o mérito é da PETROBRAS ESTATAL e não do “mercado” endeusado por Castello Branco e Guedes.

Se o mérito é estatal o lucro deve ser do “mercado”, é o que pensam os Guedes e Castellos. Repetem assim sua trajetória de vida, para pagar a bolsa de Chicago o Estado brasileiro serviu, para ajudar os pobres do Brasil é desperdício.

Como pode um administrador público, que deve estar a serviço do Estado e da população, atuar para a glória do “mercado”?

A PETROBRAS E O CONGRESSO

O Congresso tem obrigação perante o povo brasileiro de apurar qual é a estratégia da PETROBRAS hoje e qual sua lógica econômica para o Brasil.

  1. REFINARIAS: Em que vender oito refinarias e ENTREGAR DE GRAÇA O MERCADO DE COMBUSTÍVEIS EM CADA REGIÃO beneficia a PETROBRAS?
2.GÁS: Se a PETROBRAS controla o mercado de gás, PORQUE INVESTIU PARA ISSO, correndo grandes riscos, qual a lógica de chamar concorrentes?

3.Por que a PETROBRAS prefere importar a maior parte do diesel em vez de refinar no Brasil? Se as suas refinarias não têm capacidade, por que não investir para que tenham? É um investimento sem risco porque a PETROBRAS já tem o mercado, por que não faz e prefere vender as refinarias para multinacionais?

4.Por que a PETROBRAS dá preferência a compras no exterior de tudo, aumentando o desemprego no Brasil?

5.Por que a PETROBRAS tem obsessão com seus acionistas minoritários estrangeiros se o acionista controlador é o Estado brasileiro?

Está mais do que na hora de uma CPI Mista para obter uma resposta à pergunta:

  1. Por que a direção da PETROBRAS dá contínuas declarações CONTRA A IMAGEM E CRÉDITO da empresa, quando diz que ela está muito endividada, o que é FALSO, as emissões de bônus no exterior têm compradores para volumes 4 ou 5 vezes maior, o que indica ótima solvência, a alegação de EMPRESA QUEBRADA não será para justificar venda apressada de ativos por qualquer preço, sem leilão, por carta convite?

A direção da PETROBRAS não sabe que falar mal da própria empresa infringe a legislação das companhias de capital aberto?

AFINAL, QUAL É A ESTRATÉGIA ATUAL DA PETROBRAS?

POR QUE A ÚNICA META DA ATUAL DIREÇÃO É VENDER ATIVOS E ABRIR MÃO DE MERCADO EM VEZ DE FAZER A EMPRESA CRESCER?

Grandes brasileiros sacrificaram suas vidas para que a PEROBRAS existisse, começando por Getulio Vargas, o Congresso deve honrar a memória deles.

FONTE: GGN